terça-feira, 22 de maio de 2018

MAÇONARIA: O SEGREDO É NÃO TER SEGREDO?


QUAL A VERDADEIRA HISTÓRIA DOS MAÇONS E COMO ELES CONSEGUEM SE MANTER DE MANEIRA TÃO SIGILOSA?
POR MATEUS GRAFF
   
A origem do nome Maçonaria vem do francês "maçon" (pedreiro). Aqui no Brasil, a Maçonaria foi uma Sociedade Secreta até o século 19, e mesmo assim, mistérios e segredos ainda rondam a organização, que teve seu primeiro registro oficial em 1717. Pelo fato da organização ter alguns costumes e perseguições do passado, existem algumas histórias curiosas sobre a irmandade, mas a maioria delas não passam de lendas.
Como em toda organização, a Maçonaria também teve suas mudanças conforme o tempo foi passando, principalmente sobre o anonimato dos integrantes. No mundo existem cerca de 2,3 milhões de maçons, e segundo um artigo do maçom Fabio Pedro-Cyrino (secretário estadual de orientação ritualística de uma das maiores organizações maçônicas do Brasil), o GOSP (Grande Oriente de São Paulo) tem cerca de 214 mil maçons brasileiros.


Mas como a Maçonaria se mantém secreta até hoje?
Na verdade, eles nem são tão secretos assim. E entrevista ao site Vix, o historiador Pilar Gomez, da USP, que estuda a Maçonaria a quatro anos, Pilar afirmou o seguinte: "Hoje várias informações são públicas. Se você perguntar para um maçom, ele não vai dizer que é secreto, mas que é discreto".
Uma pesquisa feita por Tania Andrade Lima e Marília Nogueira da Silva do departamento de antropologia do Museu Nacional, e publicada pela USP, diz que as bases da Maçonaria moderna foram fundadas ainda em 1717. Nesse tempo, os pedreiros da época formaram a ordem, e por terem conhecimento da construção de edifícios de igrejas e castelos, eles eram  os arquitetos e e engenheiros. Por isso, seus segredos sobre o trabalho eram transmitidos apenas para os aprendizes, pois assim evitava que qualquer pessoa roubasse as técnicas.

Mas corporações de ofício, eles se reuniam e guardavam suas técnicas. Após o final da Idade Média, a irmandade começou a aceitar outras pessoas, além de pedreiros. Depois disso, a Maçonaria se tornou uma organização que se dedica a liberdade de pensamento e expressão, religiosa, política, e contra qualquer tipo de absolutismo.
Inclusive, a irmandade teve muita influência na Revolução Francesa e na Independência dos EUA. Aqui no Brasil, a Maçonaria teve uma forte participação na abolição da escravatura, da Independência e da proclamação da República.
O fato da Maçonaria não ser mais secreta vai de encontro com o livro de Martin Short, "Inside the Brotherhood", que diz que os maçons já foram secretos, mas que ao longo do século 20, redefiniram como discretos. Pilar Gomez destaca que na internet existem informações oficiais sobre as reuniões da irmandade. "As lojas do Rio de Janeiro informam os horários de todas as reuniões, a própria maçonaria divulga essas informações", afirma Pilar.
Fazer parte da Maçonaria no século 18 é completamente diferente da Maçonaria do século 21. Para vocês terem uma ideia no século 18, a prática era vista como sociedade secreta, e sendo assim, nem podia existir. Na época, todas as organizações eram obrigadas a entregar listas com os nomes dos participantes. E como a Maçonaria não entregava a lista par as autoridades, foi considerada secreta, e consequentemente, proibida. Talvez isso também tenha aumentado o mistério em volta da irmandade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual sua opinião sobre isso?

HISTÓRIA: SOLDADOS ESQUECIDOS DA BORRACHA

Soldados da borracha: os escravos do século 20 em plena 2.ª Guerra Mundial Um exército de retirantes convocado pelo Estado brasileiro r...