quarta-feira, 19 de julho de 2017

COTIDIANO: LIVRO RETRATA A FARSA DO AMBIENTALISMO

Psicose Ambientalista desvenda farsas criadas pelos ambientalistas radicais e pelos ecoterroristas.
A imagem pode conter: texto
Você sabia que não existe comprovação cientifica de que o aquecimento global é criado pelo homem? Você sabia que o CO2 – que para os “ambientalistas” é o responsável pelo aumento da temperatura média do ar e dos oceanos – é benéfico para o homem e para o animal?
E tem muito mais! O que está por trás dos estrategistas verdes? Quais suas intenções e porque divulgam essas mentiras?
Se você quer saber toda a verdade oculta pelos Ecoterroristas, o livro Psicose Ambientalista é leitura obrigatória.
Não há dúvida de que o homem deva usar os recursos da natureza corretamente.
Assim como não há dúvida de que ele nem sempre o faz. Porém, os Ecoterroristas ou Ecoxiitas – como você preferir – querem impor ao homem um estilo e uma condição de vida que o tornam escravo da natureza.
Essa é a chamada Psicose Ambientalista que quer conduzir o Brasil e o mundo para um verdadeiro suicídio coletivo.
Isso mesmo: suicídio coletivo! Essa foi a fonte de inspiração do Instituto Plínio Corrêa de Oliveira na edição do livro Psicose Ambientalista - Os bastidores do ecoterrorismo para implantar uma “religião” ecológica, igualitária e anticristã, elaborado pela Comissão de Estudos Ambientais deste Instituto, sob a orientação de Dom Bertrand de Orleans e Bragança, Príncipe Imperial do Brasil e descendente da Princesa Isabel.
Outro fator motivador para a edição da obra é que, infelizmente, o seu conteúdo não foi, não é e provavelmente nem será divulgado pela grande mídia, que faz questão de esconder a verdade.
Os Ecoterroristas têm objetivos escusos, como acabar com o capitalismo, com o direito de propriedade, impor limites ao progresso econômico e substituir a Lei de Deus pela Carta da Terra.
Mas a verdade acaba de vir à tona.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual sua opinião sobre isso?