terça-feira, 20 de setembro de 2016

SOCIEDADE: DINHEIRO COMPRA A SUA HONRA?

O DINHEIRO COMPRA A SUA HONRA?
Editorial
Resultado de imagem para imagens suborno

O que vem acontecendo no Brasil é até simples de entender, apesar da complexidade dos sistemas envolvidos. Basicamente é o seguinte: políticos de um partido, o PT, que fazem parte de um movimento maior, o movimento comunista internacional, armaram um esquema para entrar no poder e lá permanecer.

O esquema consistia em forçar empresários amigos e arranjar grana, sejam empréstimos, grana do caixa, grana de propina, grana de superfaturamento. Com essa grana, os políticos do PT gastavam em suas campanhas de um lado, e davam para outros políticos em troca do apoio deles.

Como receber esse dinheiro também é crime, os comunistas do PT contavam com a discrição dos políticos e do apoio eterno para se manter no poder.

É claro que apenas dinheiro não era suficiente. Por isso o PT passou a ofertar também cargos e indicações cada vez maiores em órgãos e empresas. Aliás, o PT criou 41 empresas estatais para abrigar um monte de apadrinhados e abastecer com dinheiro dos pagadores de impostos.

É simples de entender, não é? A pergunta que queremos fazer agora é: o dinheiro compra a sua honra?
Não deixe dinheiro comprar seu voto. Pois o dinheiro com que estão comprando já era seu antes.

Alguém com muito dinheiro pode comprar suas convicções? Seus valores? Sua ideologia? Sua virtude? Suas metas? Seus sonhos? Sua alma?

No caso dos políticos corruptos comprados, sim. Eles tinham um preço a combinar e tiveram a coragem de combiná-lo. Para tanto, usaram alguns itens, como lixa e óleo de peroba. Com a cara lisa e brilhante, muitos acreditavam que escapariam impunes. Mal sabiam que haveria, no Brasil, a brilhante atuação do Ministério Público, da Polícia Federal e do Tribunal Regional Federal na Operação Lava Jato.

As figuras de Deltan Dallagnol, Sérgio Moro e tantos outros envolvidos nessa operação jamais serão esquecidas.

Os heróis brasileiros nascerem entre concursados, e não eleitos e nem comissionados, é sintomático de uma era que cansou da incompetência generalizada, da desonra e da miséria que a desonra gera.

Pois se o Brasil é um país pobre, o motivo não são empresários ricos, que tomam riscos enormes para tentar enriquecer no Brasil. O motivo são os políticos popucomunistas maldosos, que usam falsas promessas como armas para colocar o povo contra a parede e ficar no poder para sempre.

Não adianta o PT agora se pintar de ouro. Todo mundo sabe que o PT não vale nada e, cada vez mais, existem tanto provas quanto convicções de que o movimento comunista ou socialista quer tolher a nossa liberdade e acabar com a nossa moral.

Para nos moralizarmos novamente, será necessário que tenhamos a consciência de todo o processo. E quanto mais complicado ele é, mais difícil é compreendermos o problema.

Por isso queremos simplificar: essa história de petrolão, mensalão, eletrolão, pedaladas e outros neologismos são apenas isso: uma grande invenção de palavras que mais confundem do que explicam.

Com clareza, podemos dizer que tudo isso é uma coisa só: um grande projeto de poder baseado na compra de consciências, compra de votos, compra de apoio, coerção de empresários, ataque à propriedade privada e financiamento de campanhas eleitoral com dinheiro obtido de forma ilegal.

Quanto mais simplificarmos a mensagem, menos eles terão a chance de dizer coisas como “foi só um caixa dois de campanha”. Porque isso não é só. Isso é um grande crime que foi orquestrado para sacar nosso dinheiro, acabar com a nossa paciência e gerar um caos no Brasil.

Com um único objetivo: ficar no poder e continuar espalhando uma agenda desmoralizante no país. Subvertendo todos os valores morais, criando relativismos e destruindo as famílias, as religiões e a civilização ocidental. Tudo o que de bom que se criou no Brasil.

Se o mal hoje é o que comanda o país, para podemos tomar as rédeas da nação novamente será necessário um grande esforço de explicar com simplicidade o que vem ocorrendo por aqui. Essa simplicidade é difícil, já que nem todos têm a habilidade de descrever tantos crimes realizados no país nos últimos 13 anos com poucas palavras. Mas esse exercício é necessário para que não caiamos no erro de não conseguirmos explicar a nossa própria história. Pois é isso o que os comunistas do futuro vão usar para tentar mudar todo o sentido do que ocorreu em nosso país.

Mas isso jamais será permitido aos buscadores da verdade.

E vem aí a operação Greenfield.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual sua opinião sobre isso?