terça-feira, 29 de março de 2016

CASO BUCHINGER: FILHO DO CASAL INDICIADO EM SEIS CRIMES

Indiciado por seis crimes após 

morte de pais Indiciado por seis crimes após morte de pais (Foto: Reprodução/Facebook)
(Foto: Reprodução/Facebook)
O inquérito policial referente a investigação do assassinato do casal Luis Alvez Pereira e Irma Buchinger Alves, e do filho deles, Ambrosio Buchinger, foi finalizado em Altamira, sudoeste do Pará, onde o crime ocorreu, em janeiro deste ano. O documento onde constam depoimentos, provas e informações levantadas durante a investigação foi dividido em sete volumes e contém cerca de mil páginas.
Chiara, que está atrás de Henrique (blusa vermelha) na imagem, foi a única sobrevivente do homicídio, que tem o irmão como acusado. 
(Foto: Reprodução/Facebook)
As sete pessoas presas após os assassinatos foram indiciadas por homicídio qualificado mediante promessa de recompensa, meio cruel, impossibilidade de defesa para vítima; roubo qualificado; uso de arma de fogo; restrição da liberdade das vítimas e associação criminosa.
Entre os presos está Henrique Buchinger Alves, 26 anos, filho do casal assassinado. Além dos crimes já citados, Henrique é acusado ainda de feminicídio e, no caso dele, a acusação de homicídio tem agravante, já que ele era familiar das vítimas. 
Estão presos ainda Matheus de Oliveira Costa, Francisco Denis Leite, Aguinaldo Soares, Anderson Góes Moraes, Maycon Irlan Paiva de Souza e Renato Silva e Silva.
"O inquérito definiu que Henrique foi o autor intelectual do crime. Ele arquitetou toda a trama criminosa e entrou em contato com Renato, que era seu fornecedor de drogas. Renato acionou Anderson; em seguida, Maycon foi chamado", explicou Vinicius Dias, delegado de polícia responsável pelo inquérito.
O inquérito será encaminhado para o Judiciário, especificamente para a Vara de Homicídio, e, em seguida, deve ser enviado para o Ministério Público para o oferecimento de denúncia.
Segundo o delegado, estão pendentes ainda as perícias de necropsia dos corpos das vítimas, que ainda não foram concluídas pelo Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, assim como a  'reprodução simulada dos fatos', que serão anexadas ao processo posteriormente.
O CASO
Na madrugada do dia 7 de janeiro de 2016, a casa dos empresários Luiz Alves e Irma Buchinger, na rua Anchieta, bairro Sudam 1, em Altamira, foi invadida por bandidos. Além deles, estavam na residência os filhos Ambrósio Neto, Henrique e Chiara. Ambrósio foi assassino junto com os pais durante a invasão.
Segundo a polícia, Chiara não teve envolvimento com o crime.
(DOL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual sua opinião sobre isso?