quarta-feira, 23 de abril de 2014

SEXO E RELIGIÃO: E QUANDO VEM AQUELA VONTADE DE ...

Sexo e religião: como lidar com o desejo

Você não é obrigada a manter-se virgem. É um caminho escolhido de acordo com suas crenças.(Foto: iStock)
Yahoo Brasil - Você não é obrigada a manter-se virgem. É um caminho escolhido de acordo com suas crenças.(Foto: iStock)

Nos últimos tempos tenho recebidos diversos e-mails com a mesma dúvida: como lidar com a vontade de fazer sexo sendo religiosa. São mulheres que já passaram da adolescência e ainda buscam o parceiro de vida ideal. Nessa caminhada, o tesão já deu as caras de diversas maneiras e algumas estão cansando de esperar.

Tudo isso é totalmente compreensível. Nosso corpo libera hormônios e lidar com eles não é exatamente simples. Você tem desejos, o mundo faz com que esses desejos fiquem à flor da pele e não é fácil ter controle sobre isso.

Porém, religião é uma escolha. Assim como tudo nela. Você não é obrigada a manter-se virgem. É um caminho escolhido de acordo com suas crenças. E estar aberta a mudar o que você acredita é sempre necessário. Ter abertura para questionar e repensar sua fé é preciso.

Nós mudamos, envelhecemos e amadurecemos. Nem sempre seguimos com as mesmas verdades. E você precisa se permitir pensar sobre pecado, culpa, vontade própria e livre arbítrio, medo e dominação. Ser verdadeira com si mesma torna muito mais fácil dizer não para a tentação ou mudar os rumos da sua vida, como você achar melhor para si.

Dentre as mulheres que me enviaram e-mails, a sensação é de que todas elas não querem ceder, então há alguns passos que podem ser tomados para deixar essa decisão um pouco menos pesada:

Escolha o parceiro certo
Você está se guardando para o homem da sua vida. Se o cara com quem você está a pressiona para fazer sexo – ou diz que vai procurar sexo fora do relacionamento – é porque ele não é o cara certo. O homem ideal a respeita e sabe que você tem autonomia sobre seu corpo. Talvez seja hora de rever a relação.

Entenda o seu corpo
Comece a entender como seu corpo funciona. Quando é que você fica com mais tesão? Em quais momentos pensa em largar tudo e simplesmente fazer sexo? O sexo é uma delícia, mas fincar pé no que a gente acredita também é – seja religião ou qualquer outra coisa. Busque entender se essa é realmente uma escolha sua – tanto manter quanto perder a virgindade – e esteja aberta a mudar de opinião.

Ocupe a mente
Encontre atividades que a tirem do contato com o que a deixa com vontade de fazer sexo. Leia um livro não erótico, assista um documentário, estude, ouça músicas. A energia sexual é uma energia como qualquer outra e você pode desviar seu foco. Encontre algo em que você é boa e fique melhor ainda. Não há lugar para mais nada quando você está mergulhada em um assunto que a encante.

Ocupe o corpo 
Sexo é algo físico. Você não tem tesão porque está apaixonada, apesar disso influenciar, você tem tesão porque seu corpo está trabalhando. Então o canse. Vá correr, faça uma aula de dança, mergulhe de cabeça nos alongamentos ou vá meditar. Corpo cansado não tem vontade de nada além de descansar.

Problematize
Qualquer que seja sua escolha, o importante é que ela seja consciente. Já que você está questionando a necessidade da sua virgindade, busque informações sobre a história dessa exigência. Estude a história e cruze os dados com a religião. Converse com pessoas de dentro e de fora da igreja para entender os mecanismos da religião e do mundo. Busque informações sobre a dominação por meio do medo. Abra-se e seja racional. Questione. Apenas essas respostas poderão ajudar você a ter certeza de que a escolha, seja ela qual for, é realmente sua e não uma imposição. Se você não acredita 100% no que está vivendo, então não vale a pena seguir. Você sempre pode mudar de caminho.

Você tem alguma dúvida sobre sexo? Manda para mim no preliminarescomcarol@yahoo.com.br e siga-me no Twitter (@carolpatrocinio).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual sua opinião sobre isso?