terça-feira, 29 de abril de 2014

"NÃO SOMOS MACACOS. SOMOS RACISTAS!"


"Somos todos macacos? Não, somos racistas", diz professora de estudos Afro
 Para Renísia Garcia, essas questões são recorrentes tanto na Europa como no Brasil e devem se repetir

 
A professora da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília (UnB) Renísia Cristina Garcia não concorda com a ideia do jogador Neymar, ao lançar a hashtag #somostodosmacacos. Renísia, que também é coordenadora do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros (NEAB) acredita que existem várias formas de “jogar banana” para as pessoas. A campanha surgiu na internet depois que o jogador Daniel Alves comeu uma banana atirada por torcedores em campo na Espanha.
 
“Eu daria um recado ao Neymar: somos todos macacos? Não, somos todos racistas”, disse a professora. A #somostodosmacacos ganhou a rede e adesão de celebridades, que postaram fotos em apoio a Daniel.
 
Para a educadora, a atitude do lateral-direito Daniel Alves resolve apenas parte do problema racial. A situação é recorrente, não só na Europa como no Brasil. “Seria mais interessante se tivéssemos uma conscientização sobre onde nós guardamos o nosso racismo. No nosso cotidiano no Brasil temos várias manifestações racistas”, explica Renísia.
 

A presidente Dilma Rousseff elogiou o jogador Daniel Alves e disse que a resposta – comendo a banana – foi ousada e forte. Além disso, deu total apoio a Neymar: “Ele lançou a campanha #somostodosmacacos para mostrar que temos todos a mesma origem e que nada nos difere, a não ser nossa tolerância com o outro”, disse Dilma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual sua opinião sobre isso?