sexta-feira, 6 de setembro de 2013

PEC 215: O GOVERNO SABE O QUE ACONTECENDO NO CAMPO?

Atentado contra Professores do 
IFBA da Licenciatura Indígena-
Campus Porto Seguro, Sul da Bahia
Por Cristiano Raykil
Veículos foram queimados em ato de fazendeiros. Foto: José Carlos Concessor / Arquivo Pessoal
Foto: Gilvan Martins/Blog do Pimenta
Um grupo de três professores do Curso de Licenciatura Intercultural Indígena do IFBA – Campus Porto Seguro sofreu um violento atentado nesta quinta-feira (5/9/2013) em São José da Vitória no Sul da Bahia, em meio a ofensiva capitaneada por fazendeiros da região que contrataram capangas armados para proporcionar terror aos indígenas por conta das disputas por terras que existe no local. Essa disputa já gerou diversos embates judiciais, nos quais os últimos deram a posse de terra às comunidades tradicionais indígenas.
Os professores estavam em serviço, visitando as comunidades, quando um grupo de quatro capangas armados interceptaram o veiculo oficial, roubaram seus pertences, foram violentos e indicaram claramente a intencionalidade de ofensiva em relação a um professor indígena da Licenciatura Intercultural do IFBA – Porto Seguro dizendo: “Tem um índio dentro do carro” e atearam fogo no veículo oficial.
O colega foi conduzido para dentro de um taxi que se direcionou a cidade de Itabuna. “O taxi foi interceptado em Buerarema e lá fui espancado e ameaçado de morte por pessoas desconhecidas” (fala do Professor Edson Brito em seu perfil no Facebook).
Diversos veículos foram destruídos em protestos na últimas duas semanas. Foto: Gilvan Martins/Blog do Pimenta
Foto: Gilvan Martins/Blog do Pimenta
O terror instalado na região estarrece todos com a brutalidade das ações e principalmente a inoperância do poder público em intervir para garantir a integridade dos indígenas e de todas as pessoas que circundam a problemática das questões de terra indígena no Sul da Bahia.
Conclamo aos colegas professores e técnicos administrativos, aos estudantes do IFBA, à comunidade do Sul e Extremo Sul da Bahia e toda a sociedade brasileira a se manifestar contra essa violência direcionada aos Povos indígenas e a cobrar das autoridades ações concretas que possibilitem a garantia de seus direitos.
Cristiano Raykil
Professor de Sociologia Licenciatura Intercultural Indígena
Cursos Técnicos Integrados do IFBA Campus Porto Seguro/Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual sua opinião sobre isso?